Destaque

Recitação do Terço

O Terço dos Homens São João Paulo II, nesta segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019, às 19h, contemplou e recitou os mistérios dolorosos na Igreja Matriz de São José da Agonia em Água Preta (PE).

Esclarecimento: Por nosso encontro ser as segundas-feiras recitamos um mistério a cada semana.

Paróquia de São José da Agonia
Água Preta – Pernambuco
Diocese de Palmares (PE)

Brasão



Fonte: Pascom

Liturgia dária

3ª-feira da 1ª Semana da Quaresma

23 de fevereiro de 2021

Cor: Roxo – 1.ª Semana do Saltério – Ano B


Primeira Leitura: Is 55,10-11

A chuva faz a terra germinar.

Leitura do Livro do Profeta Isaías.

Isto diz o Senhor: 10“Assim como a chuva e a neve descem do céu e para lá não voltam mais, mas vêm irrigar e fecundar a terra e fazê-la germinar e dar semente para o plantio e para a alimentação, 11assim a palavra que sair de minha boca não voltará para mim vazia; antes, realizará tudo que for de minha vontade e produzirá os efeitos que pretendi ao enviá-la”.

Palavra do Senhor.

Graças a Deus!


Salmo Responsorial: 33(34)  

R. O Senhor liberta os justos de todas as angústias.

  1. Comigo engrandecei ao Senhor Deus, / exaltemos todos juntos o seu nome! / Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu / e de todos os temores me livrou. – R.
  2. Contemplai a sua face e alegrai-vos, / e vosso rosto não se cubra de vergonha! / Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido, / e o Senhor o libertou de toda angústia. – R.
  3. O Senhor pousa seus olhos sobre os justos, / e seu ouvido está atento ao seu chamado; / mas ele volta a sua face contra os maus, / para da terra apagar sua lembrança. – R.
  4. Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta / e de todas as angústias os liberta. / Do coração atribulado ele está perto / e conforta os de espírito abatido. – R.

Evangelho: Mt 6,7-15

Vós deveis rezar assim.

O Senhor esteja convosco.

Ele está no meio de nós.

PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 7“Quando orardes, não useis muitas palavras, como fazem os pagãos. Eles pensam que serão ouvidos por força das muitas palavras. 8Não sejais como eles, pois vosso Pai sabe do que precisais, muito antes que vós o peçais. 9Vós deveis rezar assim: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome; 10venha o teu reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como nos céus. 11O pão nosso de cada dia dá-nos hoje. 12Perdoa as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido. 13E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal. 14De fato, se vós perdoardes aos homens as faltas que eles cometeram, vosso Pai que está nos céus também vos perdoará. 15Mas, se vós não perdoardes aos homens, vosso Pai também não perdoará as faltas que vós cometestes”. 

Palavra da Salvação.

Glória a vós, Senhor.


Reflexão:

O texto do Evangelho nos apresenta o modelo de oração proposto por Jesus: o pai-nosso, que sintetiza todo seu ensinamento e conteúdo sobre a oração: rezamos ao Pai – como filhos e filhas – que está no céu e aqui junto a nós; santificamos seu nome, santificando-nos; pedimos que seu projeto de vida digna para todos se torne realidade; sempre atentos para cumprir sua vontade; pedimos o pão cotidiano para todos; devemos viver a reconciliação com todos; sempre atentos para não cair na tentação de fazer o mal aos outros. Por meio de palavras simples e sem muito palavrório, nos dirigimos a Deus não para curvá-lo à nossa vontade ou manipulá-lo, mas para descobrir sempre mais sua vontade amorosa e torná-la nossa. Como bom Pai, Deus conhece e compreende as necessidades de seus fi lhos e filhas.

ORAÇÃO
Ó Jesus, mestre de oração, faze-nos compreender que rezar não é cair na repetição de palavras vazias. Rezar é entrar em comunhão com o Pai celeste, expressando-lhe nossos anseios profundos e essenciais, com a certeza de que nossa oração só será eficaz se for acompanhada com a atitude de perdão. Amém.

(Dia a dia com o Evangelho 2021 – Pe. Luiz Miguel Duarte, ssp e Pe. Nilo Luza, ssp)


Fontes das Leituras: Canção Nova – CNBB – Paulus Editora
Foto: Flickr

Santo do dia

São Policarpo – Bispo da Igreja primitiva.

São PolicarpoDiscípulo de São João, São Policarpo testemunhou o amor a Cristo com sua própria vida

O santo deste dia é um dos grandes Padres Apostólicos, ou seja, pertencia ao número daqueles que conviveram com os primeiros apóstolos e serviram de elo entre a Igreja primitiva e a Igreja do mundo greco-romano.

São Policarpo foi ordenado Bispo de Esmirna pelo próprio São João, o Evangelista. De caráter reto, de elevado saber, amor à Igreja e fiel à ortodoxia da fé, era respeitado por todos no Oriente.

Com a perseguição aos cristãos, o santo Bispo de 86 anos, escondeu-se até ser preso e levado para o governador, que pretendia convencê-lo de ofender a Cristo. Policarpo, porém, proferiu estas palavras: “Há oitenta e seis anos sirvo a Cristo e nenhum mal tenho recebido dele. Como poderei rejeitar Àquele a quem prestei culto e reconheço como meu Salvador”.

Condenado à morte no estádio da cidade, ele próprio subiu na fogueira e testemunhou para o povo: “Sede bendito para sempre, ó Senhor; que o Vosso Nome adorável seja glorificado por todos os séculos”. São Policarpo viveu o seu nome – poli=muitos, carpo=fruto – muitos frutos”, que foram regados com suor, lágrimas e, no seu martírio no ano de 155, regado também com sangue.

São Policarpo, rogai por nós!


Fonte: Canção Nova
Foto: acidigital

Versículo do dia

Paróquia de São José da Agonia

Água Preta – Pernambuco

Diocese de Palmares(PE)

Brasão

Terço dos Homens São João Paulo II


Fonte: Fonte: Holy Bible